Share on Facebook

 Estação


Estação Ambiental recebeu aulas de capacitação de pesca sustentável do programa Pesca para Sempre 

 

Na semana de 2 a 6 de março, a Estação de Educação Ambiental, iniciativa do Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente (NIMA) da PUC-Rio, recebeu as aulas da fase de treinamento do programa Pesca Para Sempre. O projeto já existe nas Filipinas, em Moçambique, Belize e na Indonésia, e chegou no Brasil ano passado, através de uma parceria da ONG Rare com o ICMBio e a CONFREM(Comissão Nacional para o Fortalecimento das Reservas Extrativistas e dos Povos Extrativistas Costeiros Marinhos).

O Pesca Para Sempre foi organizado pela ONG Rare e ambiciona melhorar o manejo da pesca artesanal; capacitar líderes locais através de treinamento intensivo em mobilização social; criar cooperativas locais de pesca fortalecidas para regular de forma sustentável os seus recursos; executar estratégias comunitárias na promoção de incentivos para cumprimento de zonas de recuperação pesqueira; além de criar uma rede de aprendizagem e monitoramento local.

Seis líderes locais de comunidades pesqueiras existentes em Reservas Extrativistas Marinhas (RESEX) foram à Estação, do dia 2 à 6 de março, para dar início ao seu treinamento, com aulas que abrangeram tanto aspectos administrativos quanto aspectos próprios da atividade pesqueira sustentável. As RESEX escolhidas foram aquelas que já apresentavam iniciativas do governo e engajamento da comunidade em prol de políticas e ações de pesca sustentável. De cada um dos seis locais escolhidos saiu um potencial coordenador de campanha, que agora passará por um treinamento intensivo complementado por trabalho de campo. A etapa de aulas na Estação Ambiental foi só o começo de um programa previsto para durar dois anos com este primeiro grupo. A segunda etapa promete trabalhar com mais doze áreas, totalizando 18 áreas envolvidas ao final de cinco anos. Com isso, o Pesca Para Sempre projeta alcançar até 45 mil pescadores e fortalecer as áreas de acesso exclusivo ao longo da costa, além de criar ou aumentar as zonas de reprodução pesqueira, o que irá garantir um crescimento da quantidade de peixes.

O Pesca Para Sempre faz parte de uma campanha de Orgulho, uma iniciativa da Rare que trabalha com o conceito de marketing social e promove comportamentos em prol do bem-estar e da sustentabilidade de determinada comunidade. “É com a comunidade que você vai construir as bases da campanha, que é a campanha por Orgulho”, explica a diretora da Rare, Georgia Pessoa.

Georgia explicou ainda a necessidade de reconhecer as barreiras enfrentadas pelo projeto para entender como é possível superá-las. Segundo ela ainda, podem existir desde obstáculos técnicos à dificuldades junto às comunidades.

“O ano de 2015 é de construção. Nós damos informação e os ajudamos a elaborar esta campanha da mudança. Trabalhamos com seis comunidades que têm problemas de sobrepesca e queremos chegar à estratégias individuais para que cada uma delas consiga reverter este quadro”.

(Fotos por Sacha Gilbert)

aula_pesca

Menu Imprensa

Portal PUC-Rio digital
 
Revista GeoPUC - A revista do Departamento de Geografia