Share on Facebook

AUSJAL

Evento apoiado pelo NIMA mostra projetos de desenvolvimento sustentável promovidos por universidades jesuítas da América Latina

 

Nesta segunda feira, dia 10 de novembro, a PUC-Rio recebeu membros Asociación de Universidades Confiadas a la Compañía de Jesus em América Latina (AUSJAL) no Seminário Internacional da Rede de Homólogos de Meio Ambiente e Sustentabilidade. O evento foi apoiado pelo Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente (NIMA) da PUC-Rio e promoveu a troca de experiências entre as universidades. Durante a tarde, os palestrantes exibiram seus projetos e os desafios da busca pela sustentabilidade em seus respectivos países.

O primeiro palestrante do seminário foi o Reitor da PUC-Rio, Padre Josafá Carlos de Siqueira, que chamou atenção para a perspectiva religiosa da questão do meio ambiente. Segundo ele, é preciso respeitar a Criação. “Não somos donos, mas guardiães e administradores do patrimônio ecológico de Deus”. No final da apresentação, Padre Josafá convocou todos para a ação e enumerou os itens da missão dos jesuítas na preservação do meio ambiente. Entre as metas, além de preservar a dignidade da Criação, ele mencionou a criação de estruturas socioambientais dentro das universidades e deu o exemplo da Agenda Ambiental da PUC-Rio, desenvolvida pelo NIMA. Ele ainda frisou a necessidade da educação ambiental e de ter esse espaço de discussão dentro da faculdade, que favoreça a troca de saberes e uma visão integradora da realidade.

As palavras do reitor definiram bem o escopo do evento, que é organizado dentro do meio religioso, mas que percebe a multidisciplinaridade da questão ambiental e a importância dessa discussão na esfera acadêmica, na construção de valores educacionais e para reeducação dos costumes. Outro fator mencionado pelos palestrantes foi a relevância de trabalhar em rede.

Os destaques das palestras foram o site desenvolvido pela Universidade Loyola de Chicago; a parceria entre WWF e AUSJAL em ações pró-Amazônia; os planos promovidos pela Rede de Soluções em Desenvolvimento Sustentável (SDSN) da ONU no Brasil, como o Pacto do Rio, compromisso entre público e privado para promover e monitorar o desenvolvimento sustentável do Rio de Janeiro; e o Projeto Pan Amazônico da Conferência de Províncias Jesuítas da América Latina (CPAL).

A publicação “Curar um Mundo Ferido”, lançada em 2011, também ganhou seu espaço no discurso dos palestrantes. O documento desenvolvido por sete membros da Companhia de Jesus orienta as escolas e universidades jesuítas a adotar valores ambientais no processo educacional, além de enumerar práticas sustentáveis que devem ser incorporadas pelas instituições de ensino.

No final do evento, mais do que a troca de cartões, a troca de ideias fervilhava entre os homólogos, animados com os exemplos dos seus companheiros latino-americanos. Cada um, independente das diferenças entre as realidades de seus países, compartilhavam a semelhança mais importante: a vontade de preservar a natureza e garantir o desenvolvimento sustentável. O seminário foi apenas o primeiro dia do II Encontro Internacional de Homólogos de Meio Ambiente e Sustentabilidade, evento fechado que vai até esta quarta (12/11), mas já se pode afirmar com certeza de que eles voltarão para casa com fôlego renovado em saber que não estão sozinhos nessa luta pelo meio ambiente.

AusjalEquipe NIMA com o Padre Patxi Álvarez SJ, Secretário da Justiça Social e Ambiental da Curia Geral da Companhia dos Jesuítas

Grupo AUSJAL

Menu Imprensa

Portal PUC-Rio digital
 
Revista GeoPUC - A revista do Departamento de Geografia