A Interdisciplinaridade do NIMA na Iniciação Científica
05/09/2019
Editor chefe

O Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica da PUC-Rio existe como um meio de fomentar no estudante o interesse pela pesquisa. Em 2019, a 27ª edição do evento aconteceu entre os dias 27 e 30 de agosto. Diversos alunos-bolsistas participaram e o NIMA esteve presente em um total de treze apresentações.

“Territórios coletivos e direitos humanos na Amazônia” foi  assunto de uma pesquisa interdisciplinar que reuniu os departamentos de Direito, Geografia, Ciências Sociais e Biologia.

Os alunos foram orientados pela professora Virgínia Totti Guimarães, do Departamento de Direito e do conselho consultivo do NIMA. Os trabalhos foram avaliados pelo professor Henri Acselrad, do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR/URFJ). Estas foram as pesquisas apresentadas:

Jorge Alberto F. Oliveira, “O reconhecimento dos povos e das comunidades tradicionais no Brasil: avanços e desafios a partir da convenção 169 da OIT”. PARA LER CLIQUE AQUI

Matheus Werlles Sousa, “Os direitos quilombolas e titulação coletiva da terra na Amazônia brasileira” PARA LER CLIQUE AQUI

Gabriela Artiles, “A defesa dos territórios e a luta por políticas de titulação: uma análise a partir da luta do Quilombo de Monte Alegre” PARA LER CLIQUE AQUI

Mariana Temido, “Direito à consulta prévia de povos e comunidades tradicionais: reflexões a partir do protocolo de consulta do Quilombo do Abacatal/Ananindeua-PA” PARA LER CLIQUE AQUI

Paula Máximo, “Lei 13.465/17, privatização de terras públicas e coletivas na Amazônia legal e o projeto de assentamento agroextrativista da gleba Lago Grande (Santarém -PA)” PARA LER CLIQUE AQUI

O diretor do NIMA e professor do Departamento de Geografia, Luiz Felipe Guanaes, foi responsável por orientar os seguintes alunos:

Francisco Soveral, “Cartografia aplicada à representação das pressões socioambientais dos empreendimentos agro e industriais sobre as comunidades indígenas, os povos tradicionais e áreas protegidas na Amazônia” (em breve aqui)

Alberto Martins Barros, “Mapeamento das delimitações eclesiásticas na região pan-amazônica: o caso da Colômbia” (em breve aqui)

Lucas Bastos Crespo, “Mapeamento das delimitações eclesiásticas na região pan-amazônica: o caso da Bolívia” (em breve aqui)

O professor do Departamento de Ciências Sociais Felipe Sussekind orientou o trabalho “Genocídio, etnocídio e ecocídio: algumas reflexões sobre as principais estratégias de espoliação e violação de direitos aos povos tradicionais na Pan-Amazônia”, do estudante João Pedro Saddi. PARA LER CLIQUE AQUI

As professoras do Departamento de Biologia Ludimila Raupp e Mariana Reis orientaram o trabalho “Saúde e saneamento básico em comunidades tradicionais na Amazônia legal”, da estudante Christiane de Araújo. PARA LER CLIQUE AQUI



A professora Danielle de Andrade Moreira, do Departamento de Direito e do conselho consultivo do NIMA, orientou os seguintes estudantes:

Maria Eduarda Segovia, “Justiça climática no antropoceno: o papel estratégico da litigância”. PARA LER CLIQUE AQUI

Gabriel Rezende Cruz, “O direito no antropoceno: a era da (in)justiça climática”. PARA LER CLIQUE AQUI

O professor Sérgio Lifschitz, do Departamento de Informática, orientou a aluna Ana Lúcia Antunes na pesquisa, expressa em pôster, sobre “Levantamento das ações de sustentabilidade de universidades internacionais na área de meio ambiente”. PARA LER CLIQUE AQUI