Plásticos feitos de batata e cana são apostas do mercado verde
22/05/2018

Você já tem a consciência de que o plástico demora muito tempo para se decompor e, por isso, causa a poluição. Mas agora vai gostar de saber que o bioplástico, feito a partir de matérias-primas renováveis, está sendo desenvolvido para entrar com força no mercado.

A empresa britânica Biome Bioplásticos, por exemplo, está elaborando um copo de café completamente reciclável, feito de fécula de batata. Além desse material orgânico, o amido de milho é mais um polímero natural quecontribui para a formação do plástico biodegradável, que substitui o convencional base fóssil.

A produção de cana-de-açúcar tem alta capacidade no Brasil devido a adaptação da planta ao solo e ao clima tropical favorável. O uso dos biopolímeros do etanol, como alternativa ao polímero sintético derivado do petróleo, tem mostrado grande potencial econômico sem prejudicar o meio ambiente.

No vídeo da TV PUC-Rio, você pode ver esses assuntos abordados no II Simpósio de Química e Engenharias Química e de Materiais do Centro Técnico Científico da PUC/Rio - CTC/PUC-Rio e também questões como informação, clareza e acessibilidade em relação aos produtos sustentáveis.

Vídeo: TV PUC RIO